A PRESENÇA FEMININA EM NOSSAS COMUNIDADES

A PRESENÇA FEMININA EM NOSSAS COMUNIDADES

A PRESENÇA FEMININA EM NOSSAS COMUNIDADES

  • 09 de Março de 2022
  • Publicado, 11:34:10

A PRESENÇA FEMININA EM NOSSAS COMUNIDADES:

UM OLHAR CRISTÃO PARA O DIA DA MULHER

 

“Maria respondeu: eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra.” (Lc 1, 38)

 

          Queridos irmãos e irmãs, comemoramos neste dia 08 de março, o Dia Internacional da Mulher. Esta data civil é importante também no âmbito religioso para que pensemos no importante e necessário papel das mulheres em nossas comunidades.

          O convite deste dia é para todos: homens e mulheres, para que superemos todo e qualquer tipo de preconceito e discriminação presentes no pensamento cultural hodierno. Sem tal mudança de mentalidade (o que é próprio do tempo quaresmal que vivenciamos), no entanto, o dia 8 de março seria, simplesmente, um dia como qualquer outro, sem quaisquer tipos de reflexão e ações que gerem mudança.

          Na própria Sagrada Escritura, as mulheres são fundamentais na História da Salvação, tais como: Eva, Sara, Miriã, Débora, Rute, Ester, etc. Ademais, no Novo Testamento, as mulheres foram as primeiras a chegarem ao túmulo, percebendo que o Senhor não estava mais ali.

          No entanto, olhemos a figura de Maria, que ao mesmo tempo, é a imagem da Igreja: Maria era uma jovem simples que foi escolhida por Deus para uma grande missão: ser a mãe de Jesus. Assim sendo, ela não rejeitou essa missão, mas aceitou com fé, alegria e amor. Desse modo, certamente Maria ajudou a educar Jesus, bem como, participou do seu sofrimento no Calvário.

          O fato é que, são tantas as mulheres, ainda hoje, recebem missões divinas diárias em nossa comunidade eclesial e para além dela. São elas que mais atuam nas principais pastorais e movimentos que hoje conhecemos. E a tendência é cada vez mais aumentar esta atuação.

          Enfim, como Maria, as mulheres religiosas e leigas, engajadas e comprometidas com as pastorais e movimentos, muito contribuem com o desenvolvimento do da missão evangelizadora da Igreja. Portanto, rezemos e agradecemos às mulheres pelo empenho em nossas comunidades. Peçamos também a presença feminina para a formação dos futuros presbíteros como fonte de sensibilidade, escuta, carinho e doação.

          Que Deus abençoe o trabalho feminino, tão necessário, na atividade eclesial do século XXI. Assim seja.

 

 

 

 

Luis Gustavo da Silva Joaquim

Seminarista da Diocese de Jaboticabal.

 

 

 

 

 

Compartilhar postagem nas redes sociais: